Troca de EPI: 5 dicas para evitar problemas - DuaPi Epi

Blog Conteúdos sobre gestão de EPIs,
segurança do trabalho e novidades do segmento.

Publicado em 21 de outubro de 2021 na categoria #Artigos

Troca de EPI: 5 dicas para evitar problemas

5 dicas troca de epi

Fornecer os EPIs necessários para o trabalho de forma gratuita é função das empresas. Isso porque eles garantem a saúde e segurança durante o expediente. Mas como fazer a troca de EPI? Será que é possível evitar os prazos? E como economizar no processo? Confira 5 dicas!

Entretanto, antes disso, o ideal é que você conheça quais são os prazos para a troca dos equipamentos mais utilizados. Assim fica mais fácil de entender quais são os períodos de tempo para que seu controle de estoque de EPI seja feito adequadamente.

Além disso, essa gestão eficiente acaba por te ajudar a economizar na hora de comprar EPI. Então, será possível manter a segurança dos trabalhadores, evitando acidentes, ao mesmo tempo em que a saúde financeira da empresa é preservada.

Portanto, o blog dessa semana vai te ajudar a se preparar para a troca correta dos EPIs. E é claro, sempre respeitando os prazos estipulados, bem como a saúde e a integridade física dos colaboradores.

Preservar, higienizar e armazenar de forma correta são essenciais para uma boa gestão de EPIs. Confira abaixo mais sobre o tema.

Conheça os principais prazos de troca de EPI

Os prazos de troca de EPI, bem como a vida útil desses equipamentos, podem variar. Isso porque são diversos os fatores que influenciam esses números. O importante é que você entenda que, legalmente, não existe nada que defina a validade dos EPIs, ou ainda os períodos para a troca.

O que realmente vai impactar nos dados para cada EPI são, principalmente, a maneira de conservação, formas de uso, condições climáticas, entre outros. Isso significa que existem prazos diferentes para equipamentos com usabilidades diferentes.

Em geral, quem indica esses prazos para a troca ideal de EPI são os próprios fabricantes. Para tanto, é preciso realizar alguns testes. Quem auxilia nessa parte é a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em conjunto com as Normas Técnicas Brasileiras (NBRs).

Então, com os resultados desses testes, os fabricantes de EPIs consegue determinar um prazo para uso seguro do equipamento. Após a data indicada, é preciso fazer a troca de EPI, além do descarte adequado.

Mesmo com o EPI conservado, ainda é preciso respeitar os prazos para a troca segura. Isso porque eles servem para oferecer mais segurança durante o uso dos equipamentos. Ou seja, nada de usar EPIs vencidos, mesmo que aparentem estar em bom estado.

A integridade também importa

Outro ponto muito importante para os prazos de troca de EPI é justamente a integridade do dispositivo. Caso o EPI esteja danificado, seja por conta de acidentes, quedas ou qualquer quebra eventual, deve ser substituído.

Assim, nada mais justo do que dizer que, mesmo com prazos determinados pelo fabricante, ainda é necessário prestar atenção nas condições físicas do EPI. Dessa forma, é possível evitar a troca antecipada com a manutenção e armazenamento corretos. Confira os principais prazos para a troca de EPI abaixo:

tabela prazo de troca de epi

Como visto na tabela acima, são diversos os prazos existentes para a troca dos equipamentos. Portanto, o ideal é que a empresa realize essa substituição de maneira a respeitar as datas determinadas pelo fabricante.

Já que cada tipo de EPI deve ser trocado em períodos diferentes de tempo, é preciso estar com a gestão de compras em dia. Com isso, fica mais fácil de garantir a segurança e a integridade física dos trabalhadores que precisam dos EPIs no dia a dia.

5 dicas para fazer a troca de EPI com mais eficiência

Acima você conheceu os prazos para a troca dos principais equipamentos de proteção individual. Então, é hora de ver quais são as 5 dicas para troca de EPI com mais eficiência, segurança e economia.

Lembre-se de que a substituição dos EPIs é inevitável, mas pode ser feita de maneira correta. Dessa forma, fica mais fácil de garantir melhores resultados com o uso correto dos dispositivos. Além disso, todo o processo de troca pode ser otimizado.

Entretanto, nem sempre é preciso focar apenas na troca. Isso porque existem formas de garantir com que os EPIs possam durar mais tempo, dentro do prazo determinado. Assim, você impede com que eles se desgastem antes da hora, e economiza comprando apenas o necessário. Confira abaixo.

Mantenha a higiene em dia

Primeiramente, é preciso que os colaboradores saibam como realizar a higienização dos EPIs. Dessa forma, é possível garantir com que a troca de EPI seja feita apenas nos prazos estipulados pelos fabricantes. Como você viu, essas datas mudam de acordo com o tipo de equipamento.

Mas, diferentemente dos prazos, que são específicos para cada EPI, é possível ensinar os trabalhadores algumas recomendações gerais para a higienização dos itens. Confira quais são eles na lista abaixo:

  • Utilizar sabão neutro para a lavagem;
  • Evitar corrosivos e abrasivos na limpeza;
  • Dar tempo para que o EPI seque, sempre à sombra;
  • Evitar luz solar direta, principalmente na hora de armazenar;
  • Guardar o EPI longe de objetos pontiagudos, afiados ou cortantes em geral;
  • Não armazenar o EPI quando estiver úmido, evitando bactérias e outros agentes deteriorantes.

Seguindo essas dicas, os trabalhadores terão mais segurança com o uso dos equipamentos, enquanto a empresa vai economizar na troca de EPI. Então, pode ser uma boa ideia repassar essas orientações para os colaboradores. Mas, é claro que é preciso levar em conta cada tipo específico de EPI.

Cuide do armazenamento dos EPIs

É preciso manter o estoque de EPIs em dia. Dessa forma, a empresa terá maior garantia de que vai poder utilizá-los durante todo o prazo determinado. Isso porque, ao armazenar tudo de forma correta, é possível preservar os equipamentos por mais tempo.

Em geral, os EPIs podem ser danificados se forem guardados em locais inapropriados. Assim, podem sofrer danos por quedas, choque, corrosão, entre outros. Além disso, também é preciso prestar atenção nas condições climáticas.

banner ficha de epi

Primeiramente, note se o EPI vai ser guardado em locais com altos níveis de calor e umidade. Esses fatores podem prejudicar muito o equipamento de proteção individual. A umidade, por exemplo, deve ser evitada para que micro-organismos não possam se proliferar no objeto.

Outra dica é separar EPIs de itens pessoais dos trabalhadores. Dessa forma, evita-se a contaminação cruzada entre os equipamentos do setor alimentício, por exemplo. Esse tipo de isolamento auxilia não só contra as contaminações, mas também para prolongar a vida útil do EPI, evitando trocas frequentes.

Não se esqueça dos treinamentos

Não adianta oferecer os melhores EPIs para os trabalhadores, se eles não sabem como utilizar os equipamentos. Sendo assim, a empresa deve, também, garantir os treinamentos necessários para o uso correto desses EPIs.

Isso porque, como você deve imaginar, o uso falho dessas ferramentas pode resultar em situações de risco para a vida dos colaboradores. Além disso, também vão acabar desgastando o equipamento antes da hora. Assim, o EPI vai precisar ser trocado antes do prazo estipulado.

Ao ensinar os trabalhadores a utilizar cada equipamento da forma correta, você estará garantindo com que quebras e outras situações ocorram com menor frequência. Com isso, vai ser possível gastar menos na hora da troca de EPI, além de evitar a compra fora de prazo.

Conheça nossa gestão de treinamento

Portanto, a empresa deve fornecer os treinamentos necessários para o uso correto de cada um dos EPIs utilizados dentro do ambiente de trabalho. É essencial que nenhum setor, função ou equipamento seja esquecido.

Dessa forma, os trabalhadores podem atuar de maneira mais autônoma em todos os casos, incluindo armazenamento e higienização. Porém, é claro que o foco dos treinamentos deve ser justamente o uso do equipamento. Então, aborde o ambiente de uso, situações onde não se deve usar o EPI, riscos, enfim.

Validade do EPI e validade do CA

Cuidar do EPI para evitar a troca prematura não tem relação apenas com os cuidados físicos. Também é preciso ficar de olho na validade do EPI justamente para saber até quando ele pode ser usado, segundo o fabricante. Não confunda esse prazo com a validade do Certificado de Aprovação.

Isso porque todos os EPIs possuem suas datas de vencimento, que são separadas da validade do CA. Ela vai identificar qual o tempo de vida útil que cada EPI oferece. Dentro desse prazo, eles podem ser utilizados de forma segura e eficaz.

Mas também é essencial entender que os prazos de validade também precisam de manutenção. Assim, de nada adianta utilizar o equipamento ainda válido, mas armazená-lo de forma incorreta. É preciso seguir todas as indicações de conservação. Assim, tem-se aproveitamento máximo.

Na troca de EPI, invista em produtos de qualidade

É claro que é legal economizar na hora de comprar EPIs, selecionando os mais baratos. Porém, essa economia nem sempre é o que parece. Isso porque, ao comprar EPIs mais baratos, você pode ter problemas no futuro, e eles podem custar caro.

Essa compra pode afetar a qualidade do equipamento, o que vai interferir na durabilidade e até na eficiência da proteção oferecida. Assim, acidentes podem ter resultados mais desastrosos, incluindo até o óbito do trabalhador.

Já com a compra de EPIs de qualidade, você estará garantindo a segurança dos colaboradores justamente pela maior garantia na realização dos testes exigidos. Ou seja, os EPIs estarão dentro das normas e leis que regulamentam seu uso.

Gestão de EPI

Seguindo esses passos, você garante que os equipamentos cumpram seus papéis e preservem os colaboradores durante a realização de suas atividades. Além disso, também é possível que a troca de EPI seja otimizada, seja na economia ou na eficácia das substituições.

Para te ajudar nessa tarefa, o DuaPi EPI conta com funcionalidades que vão facilitar o seu controle de EPI. Tenha em mãos dados como estoque mínimo, compras, ficha de EPI e muito mais.

tela duapi epi gestão e controle de epi

Para saber mais, entre em contato com nosso time de especialistas e conheça a ferramenta. Se preferir, cadastre-se para um teste grátis de 14 dias e comece a experimentar hoje mesmo.

Compartilhe este post:
Deixe seu comentário:Deixe seu comentário: