Controle de EPI: O que é e como fazer? - DuaPi Epi

Blog Conteúdos sobre gestão de EPIs,
segurança do trabalho e novidades do segmento.

Publicado em 27 de abril de 2021 na categoria #Artigos

Controle de EPI: O que é e como fazer?

controle de epi pat duapi

Existe forma eficiente e prática de garantir a saúde dos trabalhadores? A resposta curta é sim. Mas, para que tudo ocorra com segurança, é preciso saber como fazer o controle de EPI. Esse texto vai te explicar tudo sobre o tema. 

Atualmente, muito se discute sobre a Segurança do Trabalho (SST), e a sua importância dentro das organizações empresariais.

Isso porque, como você deve saber, existem normas e leis que discutem a necessidade em oferecer os Equipamentos de Proteção Individual para cada trabalhador.

E é por isso que você, como gestor empresarial, deve pensar em processos para facilitar esse armazenamento, entrega e manutenção dos EPIs.

Em geral, quando se pensa em segurança do trabalho, o primeiro tópico a vir até a nossa mente são os EPIs, não é mesmo?

Porém, isso faz muito sentido, já que os equipamentos são os principais responsáveis pela segurança dos trabalhadores.

O que é EPI?

Pode ser que você esteja se perguntando: “o que são EPIs?”. Bom, essa dúvida pode ocorrer para quem é novo na área de Segurança do Trabalho ou empresas em geral.

EPI é a sigla para Equipamentos de Proteção Individual. Eles possuem a função de proteger os colaboradores contra possíveis acidentes no ambiente de trabalho.

Assim, esses trabalhadores terão a sua segurança garantida, bem com sua saúde, ao realizar tarefas durante o horário de trabalho.

NR-6 é quem dita a obrigação das empresas em fornecer esses materiais. Ela surgiu pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Outro ponto importante é que a NR-6 também informa quais os padrões a serem seguidos pelas empresas ao montar o estoque desses equipamentos.

Então, é por lá que os gestores devem determinar quais os tipos de EPI a serem utilizados, como luvas, capacetes, botas, entre outros.

Sendo assim, eles são importantes para a segurança do trabalhador, mas é de responsabilidade do gestor em fornecê-los. Mas, o colaborador também tem deveres, incluindo receber, guardar e conservar os EPIs.

O que é preciso saber antes de fazer o controle de EPI

Mas, antes de começar a falar sobre o controle de EPI, é preciso que você compreenda um conceito importante. Isso porque esses materiais não são a principal linha de frente para a Segurança no Trabalho.

Sendo assim, as medidas protetivas para os colaboradores devem ser priorizadas, enquanto os EPIs devem ser a última opção dessa hierarquia.

Eles serão utilizados apenas em situações de emergência, com base no que diz o item 6.3 da Norma Regulamentadora Nº 6, a NR-6.

O que diz a NR-6?

Através de seu anexo I, a Norma Regulamentadora nº 6 oferece uma lista detalhada de EPIs a serem utilizados em casos onde se façam necessários.

Então, lá é possível encontrar diretrizes sobre proteção para cabeça, olhos e face, mãos, entre outros.

Dessa forma, fica mais fácil de organizar o seu processo de controle de EPI e entender a necessidade dessa atividade. Com isso, você pode garantir a Saúde e Segurança do Trabalho para todos.

O que é o controle de EPI?

Agora que você já está familiarizado com as diretrizes legais sobre o controle de EPI, será possível se aprofundar nesse tópico. Então, antes de tudo, é compreender o que significa esse conceito.

O controle de EPI nada mais é do que uma forma de se organizar o armazenamento e a distribuição dos Equipamentos de Proteção Individual.

Isso porque, como você sabe, a sua empresa deve fornecê-los aos colaboradores, se necessário. E é por isso que a gestão desses materiais precisa existir.

Sendo assim, todas as empresas que devem fazer a entrega dos equipamentos vão precisar de alguma forma de controle sobre o processo.

Dessa forma, fica mais fácil saber se determinado EPI foi entregue, por exemplo, ou ainda se os materiais possuem Certificado de Aprovação (CA), e a data dele.

Os detalhes importam

Se você deixar esses detalhes para depois, ou ainda ignorá-los totalmente, provavelmente vai ter que enfrentar alguns problemas.

Sendo assim, o SESMT, profissionais de RH ou encarregados de outros setores devem controlar essas informações.

Para tanto, o mais comum é que se utilize um documento conhecido como ficha de EPI. Então, os profissionais da área de Segurança do Trabalho já devem estar familiarizados com esse conceito, mas é sempre bom relembrar.

A ficha de EPI é um documento que garante que os equipamentos sejam entregues de maneira organizada. Assim, ela vai fazer com que a empresa possa ter o controle de EPI facilitado.

Isso porque fica mais fácil de saber quais foram entregues, quando, para qual trabalhador, e outros detalhes.

Um detalhe, é que a ficha não é o único documento importante para a sua empresa. ASO, atestados, contratos e muito mais também fazem parte do cotidiano gerencial, e é por isso que a gestão de documentos pode ser interessante.

O Controle de EPI é importante?

Como visto acima, o controle de EPI é um conceito vital para as empresas. Mas, como ele realmente vai afetar o dia a dia da sua gestão?

Primeiramente, se feito de maneira eficiente, ele vai possibilitar uma maior agilidade na supervisão dos materiais.

Outro ponto interessante é que esse controle vai fazer com que a empresa possa garantir o fornecimento dos equipamentos de forma correta.

Com isso, você está garantindo a segurança de todos os colaboradores contra os riscosacidentes no ambiente de trabalho.

Além disso, você ainda poderá sofrer processos judiciais, em caso de os trabalhadores não receberem, ou utilizarem os equipamentos de maneira correta. Sendo assim, é claro que é importante manter um bom controle de EPI.

Com todos esses detalhes, fica claro que garantir a entrega e o uso dos EPIs fará com que a empresa assegure direitos dos trabalhadores.

Mas, além disso, ela também vai garantir proteção judicial, em casos de acidentes, enquanto os colaboradores cumprem suas jornadas de trabalho de forma segura.

Como fazer o controle de EPI?

Para garantir que a empresa esteja dentro da lei, bem como ofereça maior segurança aos colaboradores, é preciso fazer o controle de EPI.

Sendo assim, é possível utilizar algumas técnicas para que essa gestão seja feita de maneira correta.

Ficha de EPI

A princípio, como você já viu acima, a ficha de EPI é um dos meios mais utilizados para que esse controle seja realizado.

É desenvolvida de forma manual, e conta com dados e informações relevantes sobre o colaborador e o processo de entrega dos equipamentos. Ele precisará assinar esse documento.

Atualmente, esse conceito está cada vez mais sendo deixado de lado. Isso porque os softwares para controle de EPI estão surgindo no mercado.

Eles são algumas das diversas ferramentas tecnológicas para a SST, servindo para facilitar o trabalho de todos e garantir maior precisão.

Sendo assim, é preciso ficar de olho no mercado de sistemas para a gestão desses equipamentos.

Assim, fica mais fácil encontrar bons exemplares, como o DuaPi EPI, desenvolvido aqui na DuaPi Sistemas. A seguir, conheça algumas formas de se fazer o controle de EPI.

Softwares de controle de entrega de EPI

Esses sistemas acabam funcionando de maneira que recriam, de forma digital, a ficha de EPI manual. Ou seja, fica muito mais fácil realizar a gestão dos equipamentos.

Além disso, a segurança que eles oferecem é muito superior ao armazenamento de papéis e documentos comprovando a entrega.

Isso ocorre, também, na hora de oficializar essas fichas. Isso porque será possível utilizar o leitor biométrico, por exemplo. Assim, através dele, é possível cadastrar trabalhadores, setores inteiros e, claro, os EPIs.

Outro benefício de se utilizar esses sistemas para controle de EPI, é que eles contam com dados sobre fornecedores e outras empresas, se disponíveis.

Além disso, também é possível realizar o controle de estoque, cuidar dos prazos e do Certificado de Aprovação.

Delivery Machine

Outra solução para facilitar a gestão dos seus EPIs se encontra na Delivery Machine. Elas são ferramentas tecnológicas parecidas com máquinas de refrigerantes.

Mas, essa também é uma solução tecnológica de alto nível, já que os dados de uso são registrados e mantidos de forma digital.

Para utilizar a máquina, o trabalhador deve inserir sua senha ou biometria. Então, é possível selecionar um EPI, de acordo com o que o sistema tem liberado para a função.

Assim, será possível retirar apenas o que tiver relação com os riscos da área em que atua.

Além disso, como a máquina é totalmente integrada com o sistema, ela vai poder emitir relatórios de controle de EPI.

Dessa forma, vai ser possível coletar dados sobre vencimento dos CAs, por exemplo. Outros detalhes emitidos pela máquina são:

  • Demonstrativo de consumo por funcionário;
  • Qual o consumo de EPIs por cargo;
  • Relação do consumo de EPI por setores;
  • Lista de conferência entre previsto e realizado.

Com isso, os gestores poderão contar com maior facilidade na hora de entender o que está acontecendo com o estoque.

Esse é um bom exemplo de como as peças de tecnologia podem atuar em favor do controle de EPI em sua empresa. Confira mais abaixo.

Benefícios da tecnologia no controle de EPI

Ao utilizar os softwares para controle de EPI, a empresa contará com uma série de vantagens e benefícios. Sendo assim, é preciso levar em consideração as possibilidades que a tecnologia oferece ao seu negócio.

Então, ao garantir o controle digital para a empresa, é possível contar com os benefícios abaixo.

Processos automatizados

Como você já sabe, é preciso que os colaboradores recebam, utilizem e cuidem de seus equipamentos. Portanto, esse processo será garantido pela empresa através da automatização do controle de EPI.

a tecnologia como aliada do controle de epi
A tecnologia pode te ajudar no controle de EPI

Além do mais, as informações armazenadas de maneira digital vão permitir uma gestão mais centrada e eficiente. Dessa forma, a empresa cumpre a NR-6 e garante maior facilidade na hora de executar as tarefas relacionadas à entrega de EPIs.

Outro ponto importante, é que os sistemas de controle de EPI facilitam a eliminação dos processos manuais de gestão.

Assim, evitam-se possíveis falhas por agentes humanos, como esquecimentos e erros de preenchimento. Além disso, é possível economizar espaço, papel e tempo.

Por fim, com o uso da tecnologia, a empresa vai trabalhar de maneira integrada. Isso significa que todos os setores terão maior facilidade em acessar dados e informações vitais para a SST.

Com isso, o tempo dentro do ambiente de trabalho é otimizado.

Vencimentos sem grandes preocupações

Uma das maiores vantagens em se utilizar os sistemas para gestão de EPIs está no maior controle sobre os vencimentos.

Como você sabe, o CA precisa estar em dia, e a tecnologia poderá facilitar o cadastro dos prazos de vencimento do equipamento.

Dessa forma, caso algum EPI esteja próximo do seu prazo de validade expirar, é possível trocar os equipamentos. Esse processo é importante para que a proteção dos trabalhadores esteja em dia, além de facilitar a troca preventiva dos EPIs.

Manutenções periódicas ao alcance

Além de garantir a troca preventiva e os prazos de vencimento, a tecnologia no controle de EPI vai facilitar a manutenção periódica. Isso porque esse processo é essencial para que se tenha uma boa gestão dos equipamentos.

Então, a segurança dos trabalhadores é potencializada, bem como a durabilidade dos materiais. Com isso, é possível utilizar os EPIs por muito mais tempo, garantindo máxima eficiência.

A gestão de estoque é importante

Saber como anda o seu estoque de EPIs também é essencial para o bom controle de todo o processo. Isso porque é preciso saber o quanto de volume desses equipamentos está disponível, caso eles sejam necessários.

gestão do estoque faz parte de um bom controle de EPI
É importante fazer a gestão do estoque

Sendo assim, o ideal é que o gestor utilize os softwares de controle de EPI para cuidar da compra, armazenamento e tempo de reposição.

Isso porque é preciso que nunca faltem os materiais necessários, garantindo a segurança de todos no ambiente de trabalho.

Treinamentos gerenciados com facilidade

Por fim, a tecnologia no controle de EPI vai garantir com que os treinamentos de prevenção de acidentes estejam em dia. Para isso, o sistema irá emitir notificações que informem as datas dessas práticas.

Eles são necessários para que os colaboradores consigam utilizar os equipamentos de maneira correta. Outro ponto, é que assim é possível lembrá-los da importância do uso e do armazenamento dos EPIs.

Faça o seu controle de EPI de maneira simples e completa com o DuaPi EPI

Esperamos que esse conteúdo tenha lhe ajudado a entender mais sobre o controle de EPI e a sua importância. Isso porque, como você viu, investir em tecnologias para realizar a gestão desses equipamentos é essencial para a SST.

Além disso, a DuaPi está disponível para tirar suas dúvidas sobre o DuaPi EPI, que serve para o controle desses materiais. Entre em contato conosco e conheça mais sobre as funcionalidades do nosso software.

Compartilhe este post:
Deixe seu comentário:Deixe seu comentário: